sexta-feira, 9 de junho de 2017

Ausências e suas justificativas...

Faz tempo que não dou as caras aqui pelo blog, sei que tô em falta. De fato, eu já tenho a minha desculpa prontinha: ultimamente ando muito ocupada. Não do tipo ocupada sem tempo pra qualquer coisa, mas do tipo ocupada preguiçosa... até tenho tempo, mas me falta um pouco de vontade. Pra muita gente é uma grande bobagem essa história de só escrever quando tem vontade, mas pra mim isso é muito importante, por isso receio que esse blog venha a ter alguma pontinha ligada ao lado mais comercial do funcionamento das coisas...

(Foto: Jéssika Laranjeira)



Sempre gostei muito de navegar pela internet, tanto é que já sei que o termo "navegar" nem pega tão bem assim, me acabo de rir com memes e gifs, às vezes escrevo umas bobagens em algumas redes sociais enquanto em outros tento deixar registrados momentos e pensamentos importantes pra mim no momento que publico. Assim que funciona, ao menos aqui no meu cantinho de frente pra essa tela de computador, minha velha conhecida. Tá, mas e aí? O que tem a ver gostar de internet e vontade ou não de escrever? Aí é que tá! Criei esse espaço como se fosse um quarto recém reformado: sabe como é, não é mesmo? Tá lá o quarto todo bonitinho, do jeitinho que você queria, limpinho e arrumado, é um cantinho só seu! Mas aí o que você faz? Chama toda a família pra curtir o espaço também, leva os amigos pra fazer um tour por lá, pede a opinião de todo mundo, chama até o cachorro pra farejar o espaço tomando cuidado pra ele não fazer xixi na ponta da colcha da cama. Acontece, né? Eu sabia que sim. Esse blog aqui, que um dia desses fiquei pensando no tanto de criatividade que me faltou pra criar um nome melhor, é o meu cantinho bonito pra onde eu convido todo mundo a fazer visita, mas nem sempre eu tô com pique pra ficar arrumando o espaço, então deixo como tá e, pelo menos, ainda fica aqui pra quem quiser olhar e participar um pouquinho.

Tenho encontros marcados nas férias de julho, os acompanhantes já estão me esperando, hehehe. (Foto: Jessika Laranjeira)
Quem me conhece (ou então já leu um pouco mais de postagens desse blog) sabe o quanto a literatura tem tomado espaço de importância na minha vida. Não posso nem dizer que "ah, desde criança eu já leio Dostoiévski", porque seria mentira, bem como seria mentira se eu dissesse que já li, mas a questão aqui no blog é a seguinte: eu tô traçando o meu caminho como leitora, você quer me acompanhar? Esse é o esquema montado, esse é o trajeto, compreende? Esse espaço todo miudinho aqui tem um pedaço importante de mim e é um pedaço desses que a gente divide com as pessoas. Quando resolvi que eu tinha que trabalhar com livros, que eu tinha que estudar literatura e que eu tinha que me dedicar mais à escrita, tava resolvendo também que tudo isso estava além de mim, além das minhas próprias vontades, é fato: eu estudo e me envolvo com a literatura porque tenho começado a amar essa área, mas estudo e me envolvo (e exponho!) porque sei o quanto a prática da leitura (literária, diga-se de passagem) é essencial na vida de qualquer ser humano e eu preciso, de alguma maneira, romper os muros das universidades e trazer, à minha maneira, a literatura pra qualquer pessoa conhecer... Às vezes acontece de as pessoas nem conhecerem determinados livros e comentarem "puxa, eu vou atrás desse" ou "caramba, eu quero muito ler esse livro" ou "do jeito que você falou desse livro eu fiquei com vontade de ler"... esse tipo de coisa é pra ganhar o dia!

Esse é meu mundinho literário que, na verdade, faz de mim ainda mais parte de um mundão! (Foto: Jéssika Laranjeira)


Enfim, depois de todo esse desabafo que eu nem me dei o trabalho de corrigir porque quero mais é ser espontânea mesmo igual como acontece na fala não é mesmo? (perceba a ausência de vírgulas, agora respire...) Gostaria de deixar a seguinte frase e preciso que você faça um "eba!" quando acabar de ler: (tambores rufando) Vou voltar a postar no blog logo logo! (Agora sim: "eba!")

É sério, vou voltar. Até na Obvious fiquei sem escrever, pasmem...

Então é isso, até depois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também: